© Copyright 2012, CESAREIA
Todos os direitos reservados


Biblioteca de D. Domingos de Pinho Brandão

 

A Real Irmandade Rainha Santa Mafalda, instalada no Mosteiro de Arouca, irá, brevemente, dar inicio às obras para instalação da Biblioteca de D. Domingos de Pinho Brandão. No ano em que se celebra o 25º aniversário da morte deste bispo arouquense, a Real Irmandade espera tornar acessível ao público o rico e variado espólio por ele doado, como forma de lhe prestar homenagem e assinalar o seu importante papel na ciência e na cultura.

D. Domingos de Pinho Brandão dedicou-se aos estudos de arte e arqueologia, e, para além de Juiz da Real Irmandade, que ajudou a revitalizar, e Reitor do Seminário Maior do Porto, criando o Museu de Arqueologia e Arte Sacra, foi também professor na Faculdade de Letras da Universidade do Porto e membro de várias agremiações literárias e científicas, entre elas a Academia Nacional de Belas Artes e a Academia Portuguesa da História. Deixou publicada uma grandiosa obra sobre a talha dourada nas igrejas da Diocese do Porto, onde foi Bispo auxiliar.

Pelo seu meritório trabalho no campo da ciência e da cultura D. Domingos de Pinho Brandão foi agraciado com diversas condecorações por parte do Município do Porto e do próprio Governo.


Fonte: Voz Portucalense, 8 de maio de 2013.

Voltar